(71) 4009-6671 comunicacao@asasalvador.org.br

Dia Internacional do Idoso

O primeiro dia do mês de outubro é dedicado à celebração da pessoa idosa. Estabelecida pela ONU (Organização das Nações Unidas) em 14 de dezembro de 1990, a data comemorativa foi adotada no Brasil somente no ano de 2006, conforme estabelecido pela Lei 11.433.

Para chamar atenção sobre a importância da data que Consuelo Pires, articuladora da Ação Social Arquidiocesana(ASA), padre José Carlos Silva,
membro do Conselho Estadual do Idoso (CEI) e Helber Rios, coordenador da pastoral da Pessoa Idosa na paróquia Ressurreição do Senhor (Ondina), marcaram presença no programa “A Voz das Mulheres”, na Rede Excelsior de Comunicação.

No diálogo os entrevistados falaram sobre porque falar sobre o dia 01 de outubro, como acontece a atuação da Pastoral da Pessoa Idosa Arquidiocesana, o papel do Conselho Estatual da Pessoa Idosa, os direitos da pessoa idosa, o papel da família e as políticas públicas para esses idosos.

Padre José Carlos e Helber chamaram atenção sobre o cuidado que é preciso ter com a pessoa idosa, salientado que este cuidado perpassa sobre conhecer os seus direitos, assegurar um envelhecimento com dignidade, como deve acontecer o apoio da família. ” Sabemos de casos e é por isso que reforçamos que todos e todas devem denunciar sempre que perceber um direito da pessoa idosa sendo violado. Quantos exemplos, infelizmente, acabamos conhecendo sobre abusos físicos, verbais, psicológicos e financeiros que, por vezes chega a ser praticado por pessoas da família, ou por pessoa próximas”, enfatizou o padre.

Consuelo reforçou que muitas paróquias da Arquidiocese de salvador realizam trabalhos e atividades com pessoas idosas, entretanto, algumas tem a dificuldade de se reconhecerem como uma pastoral social. “Para auxiliar nessa demanda que a equipe de articulação da ASA realiza encontros, formações e acompanha atividades voltadas e com olhar carinhoso para esses idosos, respeitando principalmente o que já é realizado por determinadas comunidades”, disse.

Os entrevistados falaram ainda sobre o direito a saúde tão precária em nosso país para maioria da população, incluindo o idoso. Lembraram dados revelados por pesquisas, em 2017, que já apontavam preocupação sobre a saúde dos idosos. ” O número de brasileiros com mais de 60 anos chegou a 30 milhões em 2017, mas boa parte desses sexagenários tem enfermidades que comprometem a saúde e sua expectativa de vida, a exemplo da
hipertensão e diabetes que não por falta de recursos não são devidamente tratados “, concluíram. 


“O idoso não é um alieno. Os idosos somos nós: daqui a algum tempo, não muito, inevitavelmente, mesmo se não pensamos nisso. E se não aprendermos a tratar bem os idosos, também nós seremos tratados assim” (Papa Francisco)

Leave a Reply