Convocação a Jornada Mundial do Pobre

Diante dos muitos desafios da missão, não devemos desanimar. O amor às pessoas nos leva a um encontro mais profundo com Deus, que é fonte de vida e esperança. E é por esse amor, pela partilha e olhar misericordioso com os mais fragilizados que a nossa igreja em comunhão com o Papa Francisco tem o pobre como a sua opção preferencial.

As integrantes da Pastoral Povo de Rua Arquidiocesana, Consuelo Pires e Inéria Florinda, em entrevista (25) a Rede Excelsior de Comunicação, Programa Entre Amigos, reforçaram o chamado do Papa Francisco de escutar o clamor dos pobres, convidando toda nossa igreja e pessoas de boa vontade a unir-se a Jornada Mundial dos Pobres.

O evento que acontecerá no período de 11 a 18 de novembro contempla atividades em diversos espaços, como um compromisso e atenção aos pobres. “Os tempos são difíceis e o pobre é quem mais sofre com as diversas formas de opressão, falta da garantia de direitos, invisibilidade, como é o caso das pessoas que estão em situação de rua, “, disse Inéria.

A Pastoral Povo de Rua, instituída há dois anos na Arquidiocese de Salvador, tem como objetivo ser a presença junto à população em situação de rua, reconhecendo e celebrando os sinais de Deus na busca de transformar a situação de exclusão em projeto de vida para todos. A pastoral é composta por representantes de diversos projetos e ações sociais atuantes com essa população, a exemplo do Projeto Levanta-te e Anda, revista Aurora da Rua, Comunidade da Trindade, Comunidade Marta Maria, Sopa Nazaré, entre outros.

Para as convidadas, a jornada quer fortalecer o olhar de todos para a solidariedade e inclusão a esses pobres. “Precisamos nos reconhecer nos diversos rostos da pobreza, amar como Jesus amou, assumir o seu exemplo. Quantos de nós deseja realizar uma boa ação, muitos distribuem alimentos, sopa e nem sequer procura saber o nome desse irmão?”, ressaltou Consuelo.

A jornada contempla atividades pontuais em três dias, conforme abaixo:

Seminário dos 10 anos do Projeto Levanta-te e Anda –  O evento acontecerá no dia 14 de novembro (quarta-feira), das 08h às 17h, na Universidade Católica do Salvador (UCSAL), campus da Federação. Mais detalhes.

Vigília da Luz – 17 de novembro (sábado), a partir das 19h30min, na Comunidade da Trindade (Av. Jequitaia, s/n, Água de Meninos). Mais detalhes.

Dia Mundial do Pobre – O evento acontecerá 18 de novembro, na Praça de Roma, a partir das 7h. No local será servido café da manhã, serão realizadas oficinas de saúde, lazer e momentos de cultura. Às 11h, acontecerá uma missa no Santuário Irmã Dulce, e às 12h, o Arcebispo de Salvador e Primaz do Brasil, Dom Murilo Krieger, almoçará com pessoas que vivem em situação de rua.  Mais detalhes

As entrevistadas destacaram ainda a importância dos párocos realizarem o gesto concreto de reunir-se com os pobres da sua realidade. Para reforçar o pedido, a ASA distribuiu um subsídio de orientação às atividades nas  nas paróquias, que deve ter início, no dia 11 de novembro (domingo do Tempo Comum).

Este é o segundo ano em que se celebra o Dia Mundial dos Pobres. Para este ano temos como lema: “Este pobre grita e o Senhor o escuta (Sl 34,7)”.

Finalizaram agradecendo a todo coletivo de apoio a jornada, especialmente, no dia 18 de novembro(domingo) em que será o grande marco ao dia.

A jornada é uma organização da nossa igreja, Arquidiocese de Salvador,  através da ASA e Pastoral Povo de Rua Arquidiocesana. Contamos com o apoio coletivo de entidades e instituições, a exemplo: Obras Sociais Irmã Dulce (OSID), Universidade Católica do Salvador, Colégio Antônio Vieira, Cáritas Brasileira Regional Nordeste 3, Obra Lumen Salvador, Projeto Beleza Legal e Capoeira Topázio.

 

 

Leave a Reply