A profecia que nos alimenta foi o marco no 3º encontro Rede ASA

O  Encontro Rede ASA que alcança a sua terceira edição foi um sucesso! Realizado no último dia 22, no auditório do Centro de Pastoral, teve como tema central: “Somos profetas: leigos e leigas na igreja e na sociedade.

Para os organizadores do encontro, a equipe ASA, esse evento foi muito especial, pois reafirmou o papel de cada um, cada uma, que é chamado a seguir os passos de Jesus, colaborando dessa forma com o crescimento do Reino de DEUS. ” Desde que batizados assumimos a missão. Nós enquanto igreja precisamos ir além dos nossos muros, precisamos ir ao encontro do outro, ter um discurso integrado a nossa prática que é efetivada quando integramos as pastorais sociais, são as atitudes de que somos profetas, exatamente como Jesus nos chama”, resumem a equipe.

Quem adentrava ao encontro se encantava com a beleza e diversidade na tenda das Pastorais Sociais que sintetizam em meio aos quadros, ícones e demais adereços a sua identidade.

A programação iniciada às 8h30, contou com uma mística de abertura e com a benção do bispo auxiliar da Arquidiocese de Salvador, Dom Estevam dos Santos Silva Filho. Em sua fala, Dom Estevam reforçou a beleza e grandiosidade do encontro, afirmando que é preciso vivermos a profecia.

“Nós enquanto igreja vemos as pessoas como irmãos. Fazemos a nossa ação mergulhados e mergulhadas no Santo Evangelho, assim como Jesus que olhando a multidão se compadecia, acolhia, se tornava amigo, se aproximava das pessoas, não julgava nem condenava. Esse é o nosso papel de profetas e profetisas, no anúncio da esperança e na denúncia das injustiças”, disse.

Seguindo a programação foi realizada uma análise de conjuntura que contou com a assessoria do Mestre em Arquitetura e Urbanismo, Manoel Nascimento, do Centro de Estudos e Ação Social (CEAS). Manoel realizou um panorama sobre o cenário econômico dando pistas do que é preciso estar atento.

“Vivenciamos um cenário econômico conturbado e um cenário político inflamado. Mas é preciso saber que a esperança na mudança não está nos governos, mas na capacidade de mobilização social”, afirmou.

As provocações e avalanche de conhecimentos contribuiu para uma inquietude positiva na assembléia. Os presentes entenderam cada vez mais sobre a importância e papel das pastorais sociais, do trabalho em rede, da responsabilidade da igreja e da sociedade.

Abrindo a palestra com o tema do encontro, contamos com a assessoria de Inês Bastos, filósofa, veterinária, Gestora de projetos ambientais da ABAN e Consultora da CNBB setor universidades.
Em sua fala Inês reforçou que os profetas não são apenas aqueles do antigo testamento, e sim, todos nós que desde o batismo recebemos a missão da profecia.

“O profeta da atualidade precisa ser o profeta da esperança diante do caos, aquele que enxergue o poder de transformação de duras realidades e pratique a ação do transformar, aquele que vai até o povo e a quem mais necessita”, disse.

Em continuidade a palestra o assessor Renato Lopes, físico, mestre em saúde coletiva, Diretor do Instituto Humana, da ABAN e Consultor da CNBB setor universidades complementou a temática com valiosas contribuições.

“A nossa sociedade nunca precisou tanto de profetas e profetisas. O profeta é o homem da crise, aquele e aquela que reinventa tudo em prol da solidariedade, do resgate, do estar para o outro. Todo profeta deve ser um eterno apaixonado e deve ter o olhar do anúncio, da presença de Deus”, conclui Renato.

O encontro pode contar ainda com momentos de animação e interação do público. Para interação colaboradores da ASA que compõem a equipe “ASA Talentos” apresentaram uma paródia da música da cantora Simone ” O amanhã”. Para animar e integrar o canto com a temática da palestra, o cantor, poeta e compositor, Zé Vicente.

Zé Vicente que participa pela segunda vez do Encontro Rede ASA encerrou o evento brilhantemente, chamando atenção para a proximidade das eleições, da nossa responsabilidade em transformar o mundo lembrando sempre que somos uma igreja de profetismo e de fé. Com a bandeira do Brasil, conclamou ao povo brasileiro amor a pátria, as pessoas, a natureza e a toda criação. ” O profetismo é cuidar do todo, ter como opção os pobres e ter o olhar misericordioso para os prediletos do reino e para a nossa casa comum”, concluiu.

Animados com o resultado positivo do encontro, as equipes de preparação já asseguram que o evento continuará acontecendo anualmente, trazendo para discussão temas que anunciem o evangelho e nos fortaleça em uma convivência fraterna e justa.
.

Leave a Reply